O Valor do Estudo Bíblico

domingo, 9 de maio de 2010 · 2 Comentários

É essencial que tenhamos um bom senso de valores. Sabemos que isso é verdade no dia-a-dia. Sai caro ao comprar ou vender se não tivermos um senso correto de valores. A Bíblia mostra os naufrágios de muitos que não tinham um discernimento de valores – Ló, Esaú, Balaão, Judas e Demas. Nós reconhecemos o valor do estudo da bíblia?

A fim de ter o valor correto do estudo bíblico, temos primeiro que ter um valor apropriado da bíblia. Para aqueles que provavelmente vão ler isso, você já sabe o valor da Bíblia. Sabemos que é muito proveitoso como guia para esta vida e para apontar o caminho para a vida eterna. Podemos falar da boca para fora do seu valor, mas se realmente a valorizamos, iremos estudá-la. Vamos rever alguns motivos que nos lembram o valor do estudo bíblico.

Dá-nos fé (João 20:31). A fé é necessária para a conversão (Atos 15:7) e para agradar a Deus (Hebreus 11:6). É essencial para o filho de Deus pois “o justo viverá por fé” (Romanos 1:17). A fé é nosso escudo (Efésios 6:16) e nos dará a vitória (1 João 5:4).

Irá fortalecer nossa esperança que pode nos salvar (Romanos 8:24). Irá estimular nosso desejo de ir para o céu e nos dará a segurança de que estamos a caminho. Servirá de âncora nas tempestades da vida (Hebreus 6:18-20).

O estudo bíblico nos fará sábios naquilo que realmente importa (Salmo 119:98-99). Isto é, o estudo vai nos fazer sábios se continuarmos nas coisas aprendidas (2 Timóteo 3:14-15).

O estudo da palavra nos guarda do pecado (Salmo 119:9,11) e nos capacitará para superar o pecado (1 João 2:4).

O estudo da Bíblia nos ajudará a evitar a apostasia (Salmo 37:31). A falta de conhecimento da palavra de Deus leva a destruição (Oseías 4:6).

Dá alegria (Salmo 19:8). O mundo enganado não acredita, mas a alegria completa se encontra em Deus (1 João 1:4). O estudos faz-nos capazes de ter alegria mesmo nas coisas ruins (Tiago 1:2-4; Romanos 8:28).

O estudo da Bíblia consola (Salmo 119:92). Quando um ente querido parte deste mundo, nada pode nos consolar como a Bíblia (1 Tessalonicenses 4:18). Haverá horas na vida de cada um em que precisaremos de consolo. O estudo nos capacitará a encontrar consolo.

Fornece alimento para a alma (Mateus 4:4). Tem uma receita apropriada para a criança e outra para o maduro (1 Pedro 2:2). A palavra de Deus deve ser mais desejada do que ouro e todas as coisas materiais (Salmo 19:10).

Tem bons frutos (Mateus 7:16). Tem um efeito exaltante na humanidade. Tem liberdade avançada. Opõe-se as coisas que corrompem. Levanta a moralidade e dá dignidade às mulheres.

Salva a alma quando recebida corretamente (Tiago 1:21). Não é fria nem morta, mas é como um fogo (Jeremias 23:29) e é viva e poderosa (Hebreus 4:12). Levou 3.000 pessoas a procurarem a salvação em Cristo no dia de Pentecostes (Atos 2).

Se conhecemos e cremos nestas coisas, o estudo da Bíblia fará parte do nosso dia-a-dia.

–por Robert W. Goodman

Fonte: EstudosdaBíblia.net

· 1 Comentários

Andando na Verdade

é publicada trimestralmente e distribuída gratuita-mente a pessoas interessadas no estudo da palavra de Deus. Alguns dos artigos foram traduzidos por Arthur Nogueira Campos e por Dennis Allan e usados com permissão de seus autores e redatores. Os autores retêm os direitos ao próprio trabalho.

Redator: Dennis Allan, C.P. 60804, São Paulo, SP, 05786-970

A Serviço do Rei

Vivendo como seguidores de Cristo

  • Roubando a palavra de Deus


Roubar é um pecado lamentoso, citado com outros pecados lamentosos. Aqueles que cometem tais pecados não herdarão o reino de Deus.

“Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus” (1 Coríntios 6:9-10).

Uma pessoa pode roubar de Deus segurando aquilo que é de Deus por direito – negligenciando dar conforme prosperou (1 Coríntios 16:1-2; Malaquias 3:8-10).

Uma pessoa pode até roubar a palavra de Deus. Deus fez esta acusação contra os profetas de Judá. “Portanto, eis que eu sou contra esses profetas, diz o SENHOR, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu companheiro” (Jeremias 23:30). Eles roubaram a palavra de Deus ensinado a sua própria palavra ao povo em vez de ensinar a palavra de Deus.

Isso continua hoje. Cristo, com toda a autoridade na terra e no céu, claramente disse, “Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado” (Marcos 16:16). Quando alguém ensina a salvação pela fé somente, ele rouba das pessoas aquilo que Jesus realmente falou. Jesus disse, “Quem crer ...” [mas ele não parou aqui] “... e for batizado será salvo.” Ensinar que o batismo não é essencial para a salvação é cometer o mesmo erro pelo qual Deus condenou os profetas de Judá.

A carta de Tiago, no Novo Testamento, apresentou dificuldades enormes para Lutero, devido ao conceito dele de salvação pela fé somente. Ele chamou-a de uma epístola de palha. Ela ainda dá enormes problemas aos advogados da doutrina de Lutero, pois Tiago disse, “Verificais que uma pessoa é justificada por obras e não por fé somente” (Tiago 2:24).

Paulo disse, “Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado” (Efésios 4:28). Se isso é um bom conselho em relação a assuntos materiais, quanto mais em assuntos espirituais quando milhões e milhões de pessoas em cada geração precisam da salvação!

Não roube dos perdidos no mundo a palavra do Filho de Deus que lhes conta o que devem fazer para serem salvos dos pecados e das suas conseqüências horríveis.

Não esqueça o que Deus disse aos falsos profetas de Judá: “Portanto, eis que eu sou contra esses profetas, diz o SENHOR, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu companheiro” (Jeremias 23:30).

–por Billy Norris

Fonte: EstudosdaBíblia.net

Escolhendo pela fé

quinta-feira, 9 de abril de 2009 · 2 Comentários

A única base que Adão tinha que morreria se desobedecesse a Deus era a palavra dEle, haja vista Adão ter sido o primeiro homem e, logo, nunca ter visto alguém morrer.


Ele não sabia concretamente o que era a morte. Talvez, sua fé vacilou e, por isso, se deixou levar pela serpente.

E, ainda hoje, a única base que temos para crer em céu e inferno é a Palavra de Deus, pois nunca fomos ao inferno (sabemos como é lá, mas nunca fomos).

Não tem o homem noção de como o inferno é, então, se deixar levar pelas tentações malignas. Essa pessoa só pode se livrar do inferno arrependendo-se e declarando que Jesus é o Senhor.


A serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Igualmente, o mundo diz ao pecador: Certamente não irás para o inferno.

Lúcifer quis ser como Deus e tentou fazer como que o homem também o quisesse. Da mesma forma que Lúcifer saiu do céu o homem sairá da Terra por causa disso.

Enquanto o homem se delicia com a glória, ele está, na verdade, morrendo moral e espiritualmente e depois ainda haverá o castigo eterno.

Adão, Eva e o homem... Eva descobriu o pecado, juntamente com Adão o praticou e, juntamente com a humanidade, desfrutaram.

Você tem o livre-arbítrio e duas escolhas: O caminho que vai para o Céu e o caminho que vai para o Inferno.

Você não sabe concretamente como o Céu e o Inferno são, então deve fazer essa escolha pela fé. A Bíblia te ajuda: O Inferno é um lago de fogo e enxofre onde só haverá dor, tristeza, gritos, ranger de dentes, doença, preocupação...

Já o Céu, é um lindo lugar onde só haverá alegria, saúde, adoração a Deus, amor, paz, vida, tranqüilidade...

Qual o caminho você quer seguir? Pela fé, posso me contemplar ao lado de Deus no Céu.

E escolho trilhar Seus caminhos espinhosos na Terra para morar com Ele eternamente.


E você? Pela fé, qual é a sua escolha?
texto editado por André Quirino.

A IMPORTÂNCIA DE SE ESTUDAR A BÍBLIA

· 0 Comentários




O estudo bíblico sempre será algo que determinará nossa conduta no relacionamento com Deus, não só em conhece-Lo, mas também para preservarmos nossa salvação nestes últimos dias, visto que muitas heresias têm surgido mesmo no meio evangélico, enganando até aos que servem a Deus, mas que não desfrutam de um conhecimento bíblico maior.


Creio que a maior prioridade na vida de um cristão, quando o assunto é espiritualidade, deve ser o estudo das Escrituras Sagradas, isso é um mandamento, uma exigência de Deus para que seu povo estude, guarde e pratique a Palavra dEle. "E peço isto: que o vosso amor aumente mais e mais em ciência e em todo o conhecimento" (Fl 1:9). "Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que teu aproveitamento seja manifesto a todos" (1 Tm 4:15).


Jesus nunca nos mandou que apenas lêssemos a Bíblia, mas Ele foi enfático quando disse: "Examinai as Escrituras pois nelas tereis a vida eterna..." (Jo.5.39). Isso foi uma ordem dada por Jesus e tal ordem deve ser cumprida criteriosamente para nosso próprio bem.


O estudo das Escrituras Sagradas aprofunda nosso conhecimento bíblico para que possamos expressar com autoridade a "razão da esperança que há em nós", (1 Pe.3.15).

Esse estudo aprofundado da Bíblia produzirá em nós um coração justo, boa consciência e fé não fingida.


"Ora, o fim do mandamento é o Amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida" (1 Tm.1.5).

Infelizmente, hoje, muitas pessoas trocam algumas horas de estudo da Palavra de Deus por coisas que não trazem fruto algum como novelas, filmes, trabalho em excesso, conversas intermináveis, etc.


Entendo que muitas vezes, algumas coisas que são até necessárias tiram muito tempo de nosso dia como trabalho, estudo, enfermidades, problemas mal resolvidos, etc. Mas, nós devemos ter a consciência das prioridades, pois existem tarefas em nosso dia que são necessárias, mas não são tão urgentes.


Uma recomendação aos que têm um dia cheio, seria antes de começar o dia, dedicar tempo à oração e ao estudo da Bíblia, nem que fosse por alguns minutos, pois isso traria um dia cheio de muitas bênçãos.Devemos estar preparados para dar uma resposta baseada na Bíblia quando formos questionados acerca de nossa fé.


Como somos responsáveis por nossa intimidade com Deus, não podemos de forma alguma esperar apenas pelo ensino da Palavra de Deus na igreja, pois muitas já nem priorizam tempo para o estudo da Palavra do Senhor. Devemos nos comprometer com o Deus da Bíblia e com Sua Palavra para que possamos ter um relacionamento íntimo com nosso querido Pai, afinal foi pra isso que Ele nos deixou a Bíblia, para estudá-la e analisar cada texto, para conhecermos o Deus da salvação eterna.


texto escrito pelo irmão Matias Borba,

do Blog Encontro com a Bíblia.

De onde vem a Graça e a Paz?

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009 · 2 Comentários

De onde vem a Graça e a Paz?

Com o passar dos tempos, povos, tribos e nações, em diversas formas de combate, tem procurado meios de libertação em avanço da paz mundial e social: Então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino; (Lucas 21:10) O mundo tem sido palco de grandes batalhas através dos tempos. Sendo isto cumprimento da palavra de Deus, a idéia de revoltar-se tem aberto portas para incontáveis batalhas (revoluções) a fim de alcançar a paz e o direito de igualdade entre os povos. Na busca pela conquista da paz e igualdade, as nações tem sido enganadas por falsas e malignas revoluções. Muitos defendem a idéia de que revoltar-se é justo: Porque os guias deste povo são enganadores, e os que por eles são guiados são destruídos (Isaías 9:16). Desejam obter seus direitos em meio a tanta opressão, através de diferentes caminhos da vida. Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados (2 Timóteo 3:13). O homem foi destituído da Graça que lhe era dada por Deus, quando ainda habitava com o Senhor no jardim do Éden: Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; (Romanos 3:23). Então, a terra foi amaldiçoada por causa da desobediência aos princípios divinos.



Os seus pés correm para o mal, e se apressam para derramarem o sangue inocente; os seus pensamentos são pensamentos de iniqüidade; destruição e quebrantamento há nas suas estradas. Não conhecem o caminho da paz, nem há justiça nos seus passos; fizeram para si veredas tortuosas; todo aquele que anda por elas não tem conhecimento da paz. Por isso o juízo está longe de nós, e a justiça não nos alcança; esperamos pela luz, e eis que só há trevas; pelo resplendor, mas andamos em escuridão. Apalpamos as paredes como cegos, e como os que não têm olhos andamos apalpando; tropeçamos ao meio-dia como nas trevas, e nos lugares escuros como mortos. Todos nós bramamos como ursos, e continuamente gememos como pombas; esperamos pelo juízo, e não o há; pela salvação, e está longe de nós. Porque as nossas transgressões se multiplicaram perante ti, e os nossos pecados testificam contra nós; porque as nossas transgressões estão conosco, e conhecemos as nossas iniqüidades; Como o prevaricar, e mentir contra o SENHOR, e o desviarmo-nos do nosso Deus, o falar de opressão e rebelião, o conceber e proferir do coração palavras de falsidade.
(Isaias 59.7-13)



E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. (Isaías .16)



O Senhor, por sua vez, amando a criação, enviou seu filho Jesus como sacrifício vivo, por propiciação pelos pecados da humanidade: Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos. (Romanos 5:19)...Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16). Novamente, o homem poderia ser participante da Glória de Deus em Seu reino, por meio da fé no filho amado Jesus: Para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna (Tito 3:7). Desde os tempos da antiguidade, o Senhor já proclamava como o homem haveria de encontrar paz e prosperidade em tudo quanto fizesse. Podemos conferir esta afirmação nas Sagradas Escrituras, no livro de Levítico 26.3-6:



Se andardes nos meus estatutos, e guardardes os meus mandamentos, e os cumprirdes, Então eu vos darei as chuvas a seu tempo; e a terra dará a sua colheita, e a árvore do campo dará o seu fruto; E a debulha se vos chegará à vindima, e a vindima se chegará à sementeira; e comereis o vosso pão a fartar, e habitareis seguros na vossa terra. Também darei paz na terra, e dormireis seguros, e não haverá quem vos espante; e farei cessar os animais nocivos da terra, e pela vossa terra não passará espada.





A Palavra do Senhor nos afirma que se andarmos firmes no propósito do Senhor, encontraremos paz e descanso para nossas almas: Assim diz o SENHOR: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas;...(Jeremias 6:16) O caminho que o Senhor tem mostrado nos dias de hoje para que a humanidade alcance não somente paz aqui na terra mas, também a alcance em um reino vindouro, tem sido através do Evangelho de Jesus Cristo. Por meio deste alcançamos paz e salvação para nossas almas. Porém, tem sido triste a verdade que se vê neste palco. Os povos tem negado a obediência a Deus e seguido seus próprios costumes e razões: Não conhecem o caminho da paz, nem há justiça nos seus passos; fizeram para si veredas tortuosas; todo aquele que anda por elas não tem conhecimento da paz(Isaías59:8) Assim diz o SENHOR: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos nele (Jeremias 6:16). Podemos ver que a Graça e a Paz somente são alcançadas através do conhecimento de Deus e de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo ... Graça e paz vos sejam multiplicadas,
pelo conhecimento de Deus, e de Jesus nosso Senhor;
(2Pedro1.2).



Quando os povos, tribos, nações, sociedades e o indivíduo abandonar suas iniquidades e rebeldia, e se converter, e andar nos caminhos do Senhor, ele enxugará suas lagrimas e sarará suas terras.



E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. (2 Crônicas 7:14)



Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor DEUS as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra; porque o SENHOR o disse. (Isaías 25:8)



E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. (Apocalipse 21:4)



Que o Senhor vos abençoe!!!


EAS

É bom passar por aflições

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009 · 2 Comentários

É bom passar por aflições!




Para dar inicio a esta matéria acerca das " aflições sofridas" por aqueles que são chamados para andar em um "Caminho Reto" e estreito, observaremos o salmo 119, versículos 65-72, em que o salmista menciona os benefícios ao passar por aflições.




¶ Tens usado de bondade para com o teu servo, Senhor, segundo a tua palavra. Ensina-me bom juízo e ciência, pois creio nos teus mandamentos. Antes de ser afligido, eu me extraviava; mas agora guardo a tua palavra.Tu és bom e fazes o bem; ensina-me os teus estatutos.Os soberbos forjam mentiras contra mim; mas eu de todo o coração guardo os teus preceitos.Torna-se-lhes insensível o coração como a gordura; mas eu me deleito na tua lei.Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos. Melhor é para mim a lei da tua boca do que milhares de ouro e prata. (Salmos 119:65,72).




Pois que, estaria o salmista errado em dizer que foi bom ter sido afligido? Certamente que não! Como ele diz, antes de ser afligido, andava errante, em desobediência, andava por caminhos tortos, seguindo sem direção, mas veio a "correção" da parte do Senhor, conforme está na Palavra, que Ele corrige todos quanto ama ...


Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho. ( Hebreus 12:6 ). Através da aflição, o salmista sente brotar dentro de si o fruto da correção que o Pai lhe aplicou. Assim, também, há outros versículos que fazem menção do fruto produzido pela correção do Pai, note bem:




2 Coríntios 4:17 - Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente;


2 Coríntios 7:10 - Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte.


Hebreus 6:7 - Porque a terra que embebe a chuva, que muitas vezes cai sobre ela, e produz erva proveitosa para aqueles por quem é lavrada, recebe a bênção de Deus;


Tiago 1:3 - Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência.




A correção que o Pai nos aplica é uma prova grande do seu amor, mesmo quando saímos dos retos caminhos de Deus. Afinal, Ele corrige e açoita aquele que ama, porque não deseja nos ver andar pelos caminhos de perdição. Desejaria eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? diz o Senhor DEUS; Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva (Ezequiel 18:23)?


Servos do Senhor que outrora deram ouvidos às suas concupiscências, viram cair sobre eles repentina correção. Esta, causou-lhes grandes aflições por permissão de Deus, para que viessem a reconhecer sua transgressão. Como é o caso do rei Davi, que caindo em tentação (2 Samuel 11), veio sobre ele o peso da parte de Deus para que reconhecesse seu pecado contra o Senhor (2 Samuel 12:18). Ao corrigir este servo, Deus permitiu a morte do recém-nascido que Bate-seba (mulher com que adulterou) concebeu, a revolta de Absalão – seu próprio filho - para lhe tomar o reino. Porém, Davi reconhece seu pecado contra Deus: Então disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. E disse Natã a Davi: Também o SENHOR perdoou o teu pecado; não morrerás. No salmo 51, Davi confessa seu pecado e suplica o perdão de Deus. Quando abrimos nosso coração e verdadeiramente nos arrependemos, temos o perdão do Senhor. Eis que já te purifiquei, mas não como a prata; escolhi-te na fornalha da aflição. (Isaías 48:10 ). E se estão presos em grilhões e amarrados com cordas de aflições, Então lhes faz saber a obra deles, e as suas transgressões, porquanto prevaleceram nelas. Abre-lhes também os seus ouvidos, para sua disciplina, e ordena-lhes que se convertam da maldade.Se o ouvirem, e o servirem, acabarão seus dias em bem, e os seus anos em delícias.(Jó 36.8-11).


Vemos também o caso de Jonas que, enganosamente, pensou em fugir da presença do Senhor. Ele desobedeceu uma ordenança, o que lhe causou terríveis aflições: Preparou, pois, o SENHOR um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe (Jonas 1:17). Arrependendo-se Jonas de seu mal intento e de sua transgressão, orou ao Senhor e suplicou sua misericórdia: Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do SENHOR; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo ( Jonas 2:7). E, então, o Senhor o livrou do perigo:...mas tu fizeste subir a minha vida da perdição, ó SENHOR meu Deus, (Jonas 2:6). E, todo aquele que reconhecer sua transgressão e apartar-se da iniquidade, receberá a misericórdia do Senhor. (Sofrerei a ira do SENHOR, porque pequei contra Ele, até que julgue a minha causa, e execute o meu direito; Ele me tirará para a luz, e eu verei a sua justiça. ( Miquéias 7:9).


Há outros casos de aflição. Podemos nos lembrar daquelas que foram causadas através de perseguições aos servos do Senhor. Felizmente, o poder divino vinha sobre eles, auxiliando-os e sustentando-os. Temos o caso de Elias, que ameaçado por Jezabel, fugiu para o deserto. Ali, deitou-se debaixo de uma árvore e pediu a morte para Deus. Porém, o anjo do Senhor lhe apareceu e disse: "Levanta-te e come". Quando Elias olhou, viu um pão cozido e uma botija de água. Com aquela comida , ele caminhou 40 dias e 40 noites até o monte Horebe (1 Reis 19). Outro exemplo vivo do auxílio divino em meio as provações, é o do servo Jó. Mesmo justo, passou por provações. Ele perdeu todos os filhos, perdeu o gado, sua mulher o abandonou, e foi acometido por chagas (Jó 1 e 2). Porém, ele não negou ao Senhor e foi vitorioso. A Palavra diz que Deus acrescentou a Jó o dobro do que ele tinha (Jó 42:10) e, o último estado da vida deste servo, foi melhor do que o primeiro (Jó 42:12). Eis que já te purifiquei, mas não como a prata; escolhi-te na fornalha da aflição (Isaías 48:10).




Sadraque, Mesaque e Abednego também padeceram aflições, mas a Justiça Divina lhes amparou. Falou Nabucodonosor, dizendo: Bendito seja o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, que enviou o seu anjo, e livrou os seus servos, que confiaram Nele, pois violaram a palavra do rei, preferindo entregar os seus corpos, para que não servissem nem adorassem algum outro deus, senão o seu Deus ( Daniel 3:28).




Outro caso é o de Daniel. Ele sofreu aflição pois fora jogado em uma cova de leões. Seus inimigos tramavam para verem sua derrota, mas o Senhor, que não tarda sua Justiça, o livrou dos inimigos e humilhou os soberbos. Porque eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometerem impiedade, serão como a palha; e o dia que está para vir, os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo. (Malaquias 4:1).




Amados, podemos ver que as aflições que nos cercam, outrora, são por permissão do Senhor - para nos provar - e, muitas outras vezes, são a causa de nossas transgressões: Assim eu também te enfraquecerei, ferindo-te e assolando-te por causa dos teus pecados. (Miquéias 6:13). Porém, não se esqueça jamais de que tais aflições devem produzir e produzem em nós frutos de arrependimento e confiança em Deus, nosso Senhor, para que a sua Justiça abunde em nossa vida. Pois é no Senhor que encontraremos descanso e paz para nossas almas. Eu crio os frutos dos lábios: paz, paz, para o que está longe; e para o que está perto, diz o SENHOR, e eu o sararei (Isaías 57:19). Pois o Senhor não despreza um coração arrependido. Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus. (Salmos 51:17). Que possamos fazer como o Apóstolo Paulo disse: E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. (Romanos 5:3 e 4). Somente desta maneira, poderemos ser dignos de ouvir do Senhor naquele grande dia: Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra.(Apocalipse 3:10).






Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.(2 Timóteo 2:3)



Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. - Disse Jesus (João 16:33).

O Poder da Fé em Jesus

terça-feira, 27 de janeiro de 2009 · 1 Comentários

5 Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, chegou-se a ele um centurião que lhe rogava, dizendo:
6 Senhor, o meu criado jaz em casa paralítico, e horrivelmente atormentado.
7 Respondeu-lhe Jesus: Eu irei, e o curarei.
8 O centurião, porém, replicou-lhe: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado; mas somente dize uma palavra, e o meu criado há de sarar.
9 Pois também eu sou homem sujeito à autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu servo: Faze isto, e ele o faz.
10 Jesus, ouvindo isso, admirou-se, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que a ninguém encontrei em Israel com tamanha fé.
11 Também vos digo que muitos virão do oriente e do ocidente, e reclinar-se-ão à mesa de Abraão, Isaque e Jacó, no reino dos céus;
12 mas os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.
13 Então disse Jesus ao centurião: Vai-te, e te seja feito assim como creste. E naquela mesma hora o seu criado sarou
.(Mateus 8.5-13)


Ò que maravilha quando meditamos nas sagradas escrituras e nos deparamos com os relatos daqueles que pela fé em Cristo Jesus alcançaram sua vitória, como vemos ai em cima nesses poucos versículos do livro de Mateus, quão grande foi a fé daquele centurião que ouvira falar de Jesus (O centurião, pois, ouvindo falar de Jesus, enviou-lhes uns anciãos dos judeus, a pedir-lhe que viesse curar o seu servo.Lucas 7.3), tão somente não exitou em crêr em seu poder, como também se humilhou perante a Majestade de Jesus, (Lucas 7.6 Ia, pois, Jesus com eles; mas, quando já estava perto da casa, enviou o centurião uns amigos a dizer-lhe: Senhor, não te incomodes; porque não sou digno de que entres debaixo do meu telhado;
7 por isso nem ainda me julguei digno de ir à tua presença; dize, porém, uma palavra, e seja o meu servo curado.)
, à irmãos a fé quando empregada em Jesus seu efeito e inexplicavél, criando assim o milagre através do poder de Deus, podendo assim "extrair" parte da virtude do poder que a em Jesus, como aconteceu com aquela mulher que a 12 anos sofria de uma hemorragia, (Lucas 8.45-46> Perguntou Jesus: Quem é que me tocou? Como todos negassem, disse-lhe Pedro: Mestre, as multidões te apertam e te oprimem.
46 Mas disse Jesus: Alguém me tocou; pois percebi que de mim saiu poder.),


e assim fica claro que através da fé em Jesus Cristo filho de Deus, o Senhor concede aos que crê o realizar do impossível segundo sua vontade...
para terminar este pequeno texto com poucos palavras (que grande parte delas não são minhas é claro, mais registradas nas Sagradas Escrituras), mais que contem grande poder de salvação aos que crerem, termino com mais estes versiculos que confirmam mais veridicamente a respeito da fé...

1 Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem. (Hebreus 11.1)

Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá;(João 11:25)

Amém...Fiquem Todos na Paz do Senhor Jesus Cristo que nos concede todo o conhecimento atráves da sua Palavra.

A Verdade não está lá "fora", mas em Cristo Jesus, através do poder de salvação em seu nome pelo Evangelho.!

· 1 Comentários

João 14:6
Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.


João 8:32
e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.



João 17:17
Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.


João 10:30
Eu e o Pai somos um.

II Corintios 11:10
Como a verdade de Cristo está em mim, não me será tirada glória nas regiões da Acaia.


Amém...
E.A.S

Radio Online

Photobucket

Blog's que Leio!

Pesquisa Bíblica

Pesquise nas Escrituras
[ Ex.: graça | Ex.: Gn 1:1-10 ]

Seguidores